PROVADO PARA SER APROVADO

Mensagem pregada pelo Rev. Noidy, na SHALOM – em 16/03/03

 

TIAGO 1

2 Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações,

3  sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança.

4  Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes.

 

12  Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam.

13 Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta.

14  Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz.

15  Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte.

16  Não vos enganeis, meus amados irmãos.

17  Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança.

18  Pois, segundo o seu querer, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como que primícias das suas criaturas.

 

Na leitura desses versos, nós encontramos duas palavras repetidas várias vezes: PROVAÇÃO/ PROVADO = (05) e TENTAÇÃO/TENTADO = (05).

 

Estas duas palavras representam a mesma palavra no grego. O sentido duplo vem da pressão externa (prova) e do desejo interno (tentação). Nós vamos dividir essa mensagem em duas partes: Hoje vamos nos ater à primeira palavra, ao primeiro ensino, sobre a PROVAÇÃO e daremos o seguinte tema:

 

PROVADO PARA SER APROVADO

 

E no próximo domingo meditaremos sobre a segunda palavra: PROVAÇÃO sobre o tema: FOGE OU MORRE.

 

O v. 2 – inicia: “meus irmãos” – Esse era o mais comum de todos os títulos e de todas as saudações entre os cristãos e é usado por cerca de 300 vezes nas páginas do Novo Testamento.

 

Isso nos faz lembrar alguns pontos importantes:

 

1.    A nossa responsabilidade para com a família de Deus, à qual pertencemos.

·        Se você lesse uma carta que iniciasse: “Companheiros” – a quem estaria sendo dirigida?

·        Da mesma forma: “Irmãos” – tem destinatários certos.

 

2.    A nossa responsabilidade com Cristo, nosso irmão mais velho.

3.    A nossa responsabilidade com O Pai, por cujo nome e testemunho somos responsáveis.

 

Continua: “...tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações

 

... ALEGRIA por passardes por VÁRIAS PROVAÇÕES. Não é uma: são várias.

(“variegadas” – se refere a variedades das provações – todo o tipo de provações)

 

ALEGRIA é um fruto do Espírito Santo produzido em nós.

 

Gatas 5:22/23: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.

 

A alegria é produto do crescimento espiritual e consiste em senso de bem-estar e de regozijo, independente da situação, porque a pessoa está em harmonia com Deus. Está desfrutando da comunhão com Deus que satisfaz à alma e a torna feliz. Assim sendo, a alegria de alma é possível mesmo sob as circunstâncias mais adversas, porque é Deus que a dá. Aleluia!

 

Não há aqui, qualquer idéia de meramente aprender a suportar tudo com paciência, sem queixumes, embora isso também seja uma virtude. Não há também a idéia de “sorrir e suportar tudo”. Antes estão em foco as idéias de “constância”, de “fortaleza cristã”, de “lealdade cristã”.

 

 COLOCANDO O PINGO NO i

 

Deixe-me contar uma breve conversa que tivemos recentemente com a senhora que trabalha na nossa casa e que está começando a freqüentar uma igreja evangélica.

Ela mora num bairro bem pobre, num assentamento. Com muito esforço, conseguiu comprar alguns bens para a sua casa, tais como sofá, televisão, geladeira, etc... Porém, entrou ladrão na sua casa e “fez uma limpa”. Com sacrifício, montou novamente a casa e há poucas semanas atrás, novamente entrou ladrão e levou tudo outra vez. Ela, chorosa, nos disse:

- “Não sei porque, mas agora que resolvi ir a igreja, buscar a Deus, parece que tudo de ruim vem acontecendo”.

 

Essa irmã não é a única que passa por essa experiência e tem esse tipo de sentimento. Esse texto de Tiago, é distintamente contrário àquele subproduto da “crença fácil” que desenvolve na moderna igreja evangélica e diz que basta alguém fazer profissão de aceitação de Cristo como seu Salvador, para que fiquem solucionados todos os problemas e se assegure de prosperidade.

 

Isso porque normalmente nos é ensinado que ao aceitarmos a Cristo, todos os problemas, as lutas, as dificuldades não nos atingirão mais. Pelo contrario, os problemas, os testes e as provações podem aumentar notavelmente. O próprio Senhor Jesus é prova disso: nada lhe foi poupado no que diz respeito a tribulações e sofrimentos.

 

* Boas Notícias:

1. A provação não visa nos derrubar

2. Se fracassarmos Deus nos sustenta

 

No Salmo Salmo 73, Asafe conta a sua experiência nesse sentido.

 

1 Com efeito, Deus é bom para com Israel, para com os de coração limpo.

2  Quanto a mim, porém, quase me resvalaram os pés; pouco faltou para que se desviassem os meus passos.

14  Pois de contínuo sou afligido e cada manhã, castigado.

17  até que entrei no santuário de Deus ...

 

Entrar no santuário, na presença de Deus faz toda a diferença. Quem é afligido e não conhece a presença de Deus, não tem esperança. Quem é afligido, mas conhece a Deus, tem uma mão forte sempre estendida e pronta para sustentar-lhe.

23  Todavia, estou sempre contigo, tu me seguras pela minha mão direita.

Quem nos sustenta é Deus:

“Porque eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas, que eu te ajudo” Isaías 41:13

 

A tão propalada “Teologia da prosperidade” que anuncia a Cristo mais pelo que Ele tem para dar do que pelo que Ele é, quando uma pessoa temente ao Senhor passa por privações, além do sentimento de tristeza é lhe colocado também o de culpa: “Deve estar em pecado” ou “é fraca na fé”.

 

O Senhor Jesus nos alertou:

 

“Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” João 16:33

 

DEUS SUBMETE-NOS À PROVAS:

 

A provação visa “submeter a teste” ao indivíduo, tal como as moedas são aquilatadas quanto à qualidade de seu metal. A provação é uma medida purificadora que remove a escória do ouro e da prata; e, então, retirada a escória, o metal é aprovado ser de alta qualidade, tornando-se muito valioso.

As provações são para nos purificar e formar em nós o caráter de Cristo. Essas provações enviadas por Deus, não são “tentações para o mal”. PROVAÇÃO vem da mesma raiz de “testar” “aquilatar” a mesma palavra empregada para indicar o ato de aquilatar a autenticidade das moedas. Portanto as provações testam a validade de nossa sinceridade, nossa vitalidade e santidade. Elas mostram se o nosso metal é puro, ou se há nele elementos de corrupção, refugos.

 

SUBPRODUTOS DA PROVAÇÃO:

 

V. 3  “sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança”

 

1. Um subproduto da fé testada e comprovada sem escorregar, sem desviar-se, sem negar o principio espiritual, é a PERSEVERANÇA

Através da provação se descobre a verdadeira motivação de seguirmos a Jesus.

·  Não O seguimos pelo que Ele nos dá, pelo que Ele é.

·  Por Ele estamos dispostos a abrir mão de prazeres, de direitos, de vantagens.

·  Por Ele estamos dispostos a viver e a morrer.

·  Estamos convictos em quem cremos e desse caminho não nos desviamos por nada.

Estou seguindo a Jesus Cristo. Está em foco a “resistência fiel e constante” debaixo dos testes, mediante o que o caráter cristão é fortalecido.

c.c. I Pedro 1:5/9 – “associai com a vossa fé a virtude; com a virtude, o conhecimento; 6  com o conhecimento, o domínio próprio; com o domínio próprio, a perseverança”

 

Romanos 5:3 -  “E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança”

 

2.    APERFEIÇOAMENTO

 

Já, a perseverança, a constância na fidelidade, a despeito das dificuldades, tem uma obra a realizar – a do aperfeiçoamento:

 

v. 4  - “Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada

            deficientes

 

Deus, através das provações está trabalhando em nós:

 

P Tiago lança mão de três termos ou expressões aos referir-se ao nosso progresso espiritual:

 

·  perfeitos, Não quer dizer sem pecado, porem “maduros” ou “plenamente desenvolvidos”

 

·  íntegros(completos) – Caráter parecido com o de Cristo

 

·  e em nada deficientes(não faltando coisa alguma – não falhando em nada”  - Vida bonita, coerente.

 

BLH – “Que essa perseverança seja perfeita a fim de que vocês sejam maduros e corretos, não

               falhando em nada!

 

“Havia um grupo de mulheres num estudo bíblico do livro de Malaquias. Quando elas estavam estudando o capítulo 3, elas se depararam com o versículo 3  que diz:  "Ele assentar-se-á como fundidor e purificador de prata"...

 

Este verso intrigou as mulheres e elas se perguntaram o que esta afirmação significava quanto ao caráter e natureza de Deus. Uma das mulheres se ofereceu para tentar descobrir como se realizava o processo de refinamento da prata e voltar para contar ao grupo na próxima reunião do estudo  bíblico.

 Naquela semana esta mulher ligou para um ourives e marcou um horário com ele para assisti-lo em seu trabalho. Ela não mencionou a razão de seu interesse na prata, nada além do que sua curiosidade sobre o processo de refinamento da prata. Enquanto ela  o  observava, ele mantinha um pedaço de prata sobre o fogo e deixava-o  aquecer.


Ele explicou que no refinamento da prata devia-se manter a prata no meio do fogo onde as chamas eram mais quentes de forma a queimar  todas as impurezas. A mulher pensou em Deus mantendo-nos num lugar tão quente, depois ela pensou sobre o verso novamente, que "ele se assenta  como  um fundidor e purificador da prata".


Ela perguntou ao ourives se era verdade que ele tinha que se sentar em frente ao fogo o tempo todo que a prata estivesse sendo refinada. O homem respondeu que sim. Ele não apenas tinha que sentar-se lá segurando a  prata,  mas também tinha que manter seus olhos na prata o tempo inteiro que ela estivesse no fogo. Se a prata fosse deixada, apenas por um momento, em  demasia nas chamas, ela seria destruída.

A mulher silenciou por um instante. Depois perguntou:


- "Como  você sabe quando a prata está completamente refinada?".


Ele sorriu e  respondeu:


-  "Oh, é fácil. Quando eu vejo a minha imagem nela".

 

3. VIDA ETERNA

 

v. 12 – “Bem-aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam”

 

Depois da prova vem a recompensa – a coroa de vencedor, coroa da vida.

 

“Não temas as coisas que tens de sofrer. ... Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida”

Apocalipse 2:10

 

“Por isso nunca ficamos desanimados. Mesmo que o nosso corpo vá se gastando, o nosso espírito vai se renovando dia a dia. E essa pequena e passageira aflição que sofremos vai nos trazer uma glória enorme e eterna, muito maior do que o sofrimento

II Coríntios 4:16/17